sábado, 28 de maio de 2016

Fui à Bela Vista tentar ver Korn..

 
 Pois que fui ao Rock In Rio ehhhhh!!! Yupiiii #sqn..
Fui porque uma amiga minha ofereceu me o bilhete e eu não ia dizer que não a Korn! (Nem à Marisa!)
Abordemos então o tema "Korn vão ao Rock In Rio"..
Depois de todos os afazeres do dever académico, de todo o corrupio de busca de livros pela biblioteca, eis que chega a Marisa com bilhetes para mim e para o senhor meu namorado, para ir ao dito evento..
Toda uma expectativa criada num espaço de dois minutos! 
Já tinha ido ao Rock In Rio ver Evanescence e Metallica há 4 anos, há 2 anos Justin Timberlake e Jessy J.
Amei, amei, AMEI!!
Este ano, só para ser diferente, detestei..
E já sabem o porquê do meu "detestamento", não vou estar com rodeios.
Em tantos anos deste festival não me lembro de ter visto -nem ao vivo nem pela tv- um dia com problemas de som como aquilo a que assisti..
Tiveram tempo de fazer check sound e afins, certo?
Como é que é possível que ocorram este tipo de situações num festival de renome em que os geradores não aguentam um sistema de amplificação de sons?..
Não testaram? Ficaram naquela do "aguenta aguenta!"?
O dia que de facto seria de rock, acabou por sê-lo durante uns 20 minutos e acabou! Hollywood Vampires assim à laia de covers?! Não, não, nada bom..
Então o que falhou?? A estrutura de som do Rock In Rio e os ditos técnicos de som não sabiam o que fazer??
O material é da banda sim, mas não me parece que tenha sido só neste concerto que tenham usado este material - a banda esteve no Rock in Rio no Brasil e não aconteceu nenhum problema e, pasme-se, o material da banda devia de ser o mesmo!
E depois vem um qualquer alguém, dar a cara por algo que nem deve ser da sua responsabilidade, dizer que pronto, temos pena, o concerto de Korn está dado como terminado e passamos para Hollywood Vampires que de certeza que vai correr bem!
Jovens, não.. 
Para já acho que não se admite um festival denominado ROCK IN RIO, de ROCK ter muito muito pouco ou quase nada, quando no Brasil e nos States sucede de outra forma.
Em relação a este dia, não colocar os Korn no final parece me ser um facada gigante.
Por fim, e não menos importante, a organização chutar logo a responsabilidade para a banda não me parece o mais correto, isto porque supostamente ambas as equipas têm de trabalhar em conjunto, e se falhou não foi só por uma das partes, foi pelo todo!
E claro, isto gerou um amontoado de pessoas a querer reclamar e a reaver o dinheiro..
Muito mau..
E apontando agora a banda, SÓ acho que podiam ter em consideração todo o público que se deslocou até ao Parque da Bela Vista para ver a actuação de Korn, deviam dirigir-se à plateia e pediam desculpa e explicavam a situação..
Acho que não é uma tarefa hercúlea..
Não é o fim do mundo, não, mas é triste..
Melhor, ainda cheguei a casa e dei-me ao trabalho de ir à sic radical e puxar a emissão para trás e ver o que as apresentadoras tinham para dizer aos teleespectadores.. 
Nada de jeito.. 
Muito depressa se despacharam a descartar culpas da organização da Sic Radical(?!) e do Rock In Rio.. Mas a culpa disto tudo era do material da banda!!!!! De fonte segura, seguríssima!! 
Já para não falar que a transmissão das 4 músicas e meia que Korn tocaram foi uma valente caca! Eu, lá no recinto, ouvia muito melhor o vocalista do que na tv..
Ainda vem a apresentadora da sic radical dizer que foi um "morrer na praia".. 
Jovem, é que nem além da Taprobana o pessoal ia!!!
Ainda deu para ver em casa o cabo da pedaleira derretido, o técnico a olhar e com ar de "mas que raio aconteceu aqui?!"..
Enfim, Rock In Rio a desiludir cada vez mais..
#maisvaleRIRquechorar #RockInRionãotempedaladaparaoverdadeiroROCK #RockInRio2016