quinta-feira, 16 de março de 2017

Sobre o Festival da Canção e sobre a Eurovisão

Olás!!!!
Como estão??
Viram o Festival da Canção na RTP? Mas as duas partes, viram?
Pronto, eu só vi a primeira parte, aquela em que o Salvador Sobral actuou e tenho algumas coisas a dizer acerca desta primeira semifinal.
Posso começar pelo júri? Então cá vai!
Não gostei do facto de estarem constantemente a afirmarem no início e no durante "Todas as músicas são diferentes, dentro de cada estilo, mas todas são muito boas! Vai ser uma decisão difícil!".
Meus caros, isto é traição!! Uma pessoa fica à espera da loucura, da música festivaleira, de dança!! E o que se segue? Nada disto.. Muita melancolia, muita tristeza, muito meh.. Nem consigo pôr por palavras.
Por um lado, acho que ouvimos músicas muito ao estilo português, a puxar o fado, a saudade.. Por outro lado, tenho para mim que as músicas apresentadas nesta semifinal nada têm a ver com aquilo que é o Festival Eurovisão da Canção, ora porque as músicas não se assemelham em nada com os vencedores que temos visto nos últimos anos nem com o próprio festival - que diga-se de passagem cada vez mais se está a tornar num festival com músicas de cariz político e nós temos a nossa quota parte de culpa desde a Tourada do Fernando Tordo ou com os Homens da Luta a dizer que A Luta é Alegria..
Enfim, isto está aqui um misto de emoções..
Agora, falando acerca da canção que irá representar o nosso país, a melodia é o que é, melancólica como tudo e é uma balada triste. Passemos à letra da música, depois de ouvir a música e a letra, até pode soar a engraçado e a querido, mas já leram a letra sem música e sem pensar na melodia??????
Jovens, isso é depressão!
Primeira estrofe: "ah e tal, se perguntarem por mim, diz que te amei muito e que só vivi para isso."
Sou eu a única a achar que a pessoa em questão está transtornada e deprimida por que foi deixada pela pessoa que amou até não ter mais forças? Convenhamos que há mundo para além do amor, e há todo um amor por outras coisas que não sejam seres humanos.
Segunda estrofe: "bem, antes de estar contigo eu só andei por aqui, cansado e tal, sem nada para dar (?)  e imploro-te por tudo para voltar-mos os dois!!!!!!!! Volta-me a querer, vá lá vá lá!!!!!!!"
Para já, cala-te mentiroso que eu sei que quando não tinhas nada para fazer jogavas computador e playstation e disso não te cansavas tu, portanto nem inventes! Depois, há uma coisa que nunca te ensinaram e isso uma pessoa aprende por ela própria, que é: não podes fazer com que alguém volte a amar, quando o sentimento se desvaneceu e desapareceu por completo. Mesmo que tenham vivido imenso e que já tivessem uma casa e planos para filhos etc, quando não dá não dá mesmo, não te iludas por isso, pára lá com a pressão psicológica, ela não merece. Por muito que aches o contrário, ela só quer que tu estejas bem e feliz com as escolhas que faças na tua vida, ainda que um dia a tenhas pedido em casamento e ela tenha dito que sim.
Terceira e seguintes estrofes: "Eu sei que sozinho isto não dá, mas tu ainda vais aprender a amar-me se o teu coração o quiser. Mas se não quiser também não há crise, podes vir porque eu vou fazer isso por nós os dois".
Mas isso é uma ameaça?! Desculpa lá, mas podes mais que isso, não vale a pena fazê-lo pelos dois. Para já por que ela não vai valorizar o que estás a fazer, ela vai ser feliz à maneira dela e decerto, ela não quer que faças isso pelos dois, não tem qualquer cabimento!

Não tenho absolutamente nada contra o Salvador Sobral, ele canta bem e à maneira dele, como qualquer cantor. Mas a letra, a letra!!!! Não..

Tenho visto notícias que dão conta de que esta canção está a ser muito bem "recebida" pelos outros países e que está em topos de rankings nas casas de apostas. Acho que por um lado o simples e diferente pode ganhar, mas o "gasto" pode ficar no fundinho da tabela.
Vamos aguardar pelo dia 9 de Maio, vamos ver como Portugal - neste caso o Salvador Sobral - se sai no festival e conferimos depois os resultados, sim? :)