domingo, 27 de novembro de 2016

O que é essa coisa chamada Dissertação? #1

Dissertação tem este nome, mas nada temam!
No meu caso, dado o meu mestrado e a Escola onde se insere, na muy nobre Instituição que frequento, a minha querida e amorosa dissertação SÓ pode ter no máximo 40 páginas!
Sim!
QUARENTA!
A primeira vez que li as normas da dissertação, li algo do género "bla bla bla, Escola de Sociologia e Políticas Públicas, bla bla bla, 40 páginas, bla bla bla, anexos 15 páginas, bla bla bla bibliografia, etc etc." e a coisa ficou por aí. Em reunião com a orientadora da dissertação estávamos a falar sobre a construção e tal, e vem a frase "tem de ter no máximo 40 páginas".
Perdão! Como disse? NO MÁXIMO??
Eu tinha percebido que a dissertação tinha de ter, NO MÍNIMO(!) 40 páginas!!!  


E aí.. Aí instala-se o pânico, o drama, o horror por mim vividos em 2 minutos, uma pessoa começa já a arfar e a pedir socorro mentalmente.
A orientadora confortou-me tal qual a minha médica de família, receitou-me umas pesquisas no RCAAP, que consultasse livros sobre o tema na biblioteca e que descansasse. Caso tivesse algum problema para lá voltar. 
Sem tirar nem pôr, parecia a minha médica, a diferença é que tendo a perder-me no meio de tanto livro, tanto documento, tanta dissertação!! Pressinto uma overdose!!
A orientadora esqueceu-se de me dizer os efeitos secundários de consultar o RCAAP e demais documentos sitos na biblioteca..
Conclusão: a dissertação vai andando e nunca está parada, a orientadora diz que eu estou no bom caminho, mas o facto é que sinto-me perdida numa floresta de informação e não me apetece muito derrubar aquelas árvores.. Estão tão bem ali!  




P.S. Qualquer semelhança do título com a obra de Chalmers, é pura coincidência!